sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Hoquei-resultados do fim de semana

Sábado 2 Outubro de 2010

Campeonato Regional de Lisboa de Júniores 1ªFase Série "A"

S.L.Benfica 15 vs H.Santiago 1

Campeonato Distrital de Lisboa de Juvenis 1ªFase Série "C"

Vialonga 1 vs S.L.Benfica 7


Domingo 3 Outubro de 2010

Campeonato Distrital de Iniciados 1ªFase Série "C"

Alverca 0 vs S.L.Benfica 4

Campeonato Distrital de Infantis 1ªFase Série "C"

Vialonga 1 vs S.L.Benfica7 ás 14H30M

Encontros Distritais de Escolares 1ªFase Série "D"

Stuart Carvalhais 1 vs S.L.Benfica 24


Encontros Distritais de Benjamins 1ªFase Série "D"

Stuart Carvalhais 2 vs S.L.Benfica 10


Terça-Feira 5 Outubro 2010

Campeonato Regional de Júniores 1ªFase Série "A"

S.L.Benfica 6 vs H.Sintra 3

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Hoquei em patins-Jogos de fim de semana

Sábado 2 Outubro de 2010
Campeonato Regional de Lisboa de Júniores 1ªFase Série "A"
S.L.Benfica vs H.Santiago ás 20H30M
Campeonato Distrital de Lisboa de Juvenis 1ªFase Série "C"
Vialonga vs S.L.Benfica ás 15H45M
Domingo 3 Outubro de 2010
Campeonato Distrital de Iniciados 1ªFase Série "C"
Alverca vs S.L.Benfica ás 17H00M
Campeonato Distrital de Infantis 1ªFase Série "C"
Vialonga vs S.L.Benfica ás 14H30M
Encontros Distritais de Escolares 1ªFase Série "D"
Stuart Carvalhais vs S.L.Benfica ás 16H00M
Encontros Distritais de Benjamins 1ªFase Série "D"
Stuart Carvalhais vs S.L.Benfica ás 15H00M
Terça-Feira 5 Outubro 2010
Campeonato Regional de Júniores 1ªFase Série "A"
S.L.Benfica vs H.Sintra ás 17H00M
O Campeonato de Júniores é Regional porque engloba equipas de Setubal e Alentejo em virtude de estes dois distritos não terem equipas suficientes para disputarem os respectivos Campeonatos Distritais.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

voleibol: Benfica para arrasar


Partimos com o objectivo de conquistar todas as provas." Foram estas as palavras de Pedro Fiúza, capitão benfiquista, que, desta forma, resume as ambições da equipa da Luz numa altura em que arranca a pré-temporada. Após duas finais perdidas, o Benfica quer vingar as derrotas com Castêlo da Maia (Taça) e Sporting de Espinho (campeonato). Para isso, este ano Hugo Gaspar (oposto), Flávio Cruz (zona-4) e Rafael Koettker (líbero) reforçaram o plantel encarnado, que ainda não está fechado; ainda há espaço para um distribuidor e um zona 4. "O grupo sofreu algumas alterações. A vinda dos dois atletas portugueses é sempre positiva, porque são experientes e habituados a ganhar", sublinhou Pedro Fiúza, que no ano passado esteve muito tempo ausente dos pavilhões devido a lesão. "Agora estou a cem por cento e espero entrar em grande", anotou. Por isso, Pedro Fiúza acredita que o grupo "está mais forte este ano". "Partimos com objectivos ambiciosos , por isso estamos sempre entre os favoritos", concluiu o zona-4 dos encarnados.

Plantel do Benfica

Nome Posição Clube anterior

Reidel Toiran zona-4 Benfica
Gustavo Fole central Benfica
Zelão central Benfica
Paulo Renan distribuidor Benfica
Pedro Fiúza zona-4 Benfica
Rui Guedes central Benfica
Flávio Cruz zona-4 Sp. Espinho
Hugo Gaspar oposto Castêlo da Maia
Rafael Koettker líbero São Caetano (Brasil)

Treinador: José Jardim

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

voleibol: Rafael Koettker: “Estou muito animado”

O mais recente reforço da equipa de voleibol do Sport Lisboa e Benfica, Rafael Koettker, está entusiasmado com o seu Clube e promete dar o máximo pelo Benfica.

Em declarações à Benfica TV, “Rafinha” – como gosta de ser chamado – mostrou-se muito satisfeito com esta nova aventura da sua vida profissional: “Estou muito animado, porque é a primeira vez que estou a sair do Brasil, para jogar numa equipa estrangeira e sempre me falaram muito bem do Benfica. Deu tudo certo, estou muito feliz e acredito que a grande equipa do Benfica possa lutar pelo título.”

O atleta brasileiro revelou, ainda, que já sabe que pode esperar um grande apoio dos adeptos: “Já sei que o Benfica tem o maior número de sócios do Mundo, então acredito que seja uma torcida muito “gostosa” de se jogar, sempre a acompanhar e a viver o Clube. Espero ter um bom relacionamento com os adeptos. Sou um atleta que gosta muito de interagir com a torcida, vibro bastante, por isso vou ter um grande relacionamento com eles.”

Rafinha é líbero, tem 26 anos, chega do São Caetano/Ulbra e promete muito trabalho: “De mim podem esperar muito trabalho, vou dar sempre o máximo! Não prometo títulos, mas prometo muito trabalho para alcançar títulos."

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Voleibol: Rafael Koettker é o novo reforço


O jogador brasileiro Rafael Koettker é o mais recente reforço da equipa de voleibol masculino do Sport Lisboa e Benfica para a temporada 2010/2011.


Proveniente do São Caetano/Ulbra, a nova cara do plantel de José Jardim tem 26 anos e actua na posição de líbero.


No seu currículo, Koettker conta com uma Liga Brasileira (2005/2006) ao serviço do Cimed. Referência também para o facto de o novo atleta do Clube ter alinhado com Gustavo Folle, jogador do Benfica, no Fátima/Medquímica/UCS na época 2008/2009.


Koettker é o terceiro reforço dos “encarnados” para a temporada 2010/2011, juntando-se aos nomes de Hugo Gaspar (ex-Castêlo da Maia) e Flávio Cruz (ex-SC Espinho).

terça-feira, 27 de julho de 2010

Voleibol : Flávio Cruz e Gaspar são rostos do novo Benfica

PERFILAM-SE COMO AS REFERÊNCIAS DA ÁGUIA

Hugo Gaspar e Flávio Cruz vão dar um novo rumo às suas carreiras, após terem brilhado no Norte do país, onde conquistaram títulos por vários clubes: V. Guimarães e Castelo da Maia no caso do primeiro, e minhotos e Sp. Espinho no que respeita ao segundo. Agora, de águia ao peito, os internacionais portugueses vão procurar dar outra dinâmica à carreira, assim como ajudar o Benfica a regressar aos títulos e a ter referências nacionais. É que o capitão Pedro Fiúza e o distribuidor Carlos Fidalgo têm jogado pouco...

“Toda a gente sabe que o Benfica é o maior clube e mais organizado. É um orgulho para mim poder representá-lo”, confessou Gaspar. “O Benfica apresenta uma estrutura extremamente organizada, digna de qualquer equipa de topo dos melhores campeonatos do Mundo, tornando por isso um desafio aliciante para qualquer jogador”, disse por sua vez Cruz.

Lado a lado

As carreiras de ambos têm seguido praticamente o mesmo rumo. Cruz e Gaspar foram campeões nacionais e vencedores da Taça de Portugal pelo V. Guimarães, tendo ambos também feito uma incursão ao voleibol italiano, considerado o mais competitivo do Mundo. Gaspar chegou mesmo a ser campeão italiano e Cruz foi vice-campeão. No plano profissional, os jogadores, que têm a mesma idade (27), também seguiram o mesmo ramo, o da saúde. O primeiro está a concluir o curso de Fisioterapia, o segundo já é médico, mas vai fazer uma pausa de um ano. “Vou dedicar-me ao desporto e fazer uma pós-graduação”, adiantou.

Voleibol :Flavio Cruz

Outra das caras novas do Sport Lisboa e Benfica

Nome: Fávio Cruz
Idade: 27 anos (28 de Agosto de 1982)
Nacionalidade: Portuguesa
Altura: 1,95cm
Posição: Zona 4
Flávio Cruz: “Irei dar tudo o que tenho”
O Sport Lisboa e Benfica informa que o internacional português Flávio Cruz irá jogar na equipa de voleibol masculino. Em declarações ao Site Oficial do Clube, o atleta mostrou-se muito satisfeito por abraçar o projecto liderado por José Jardim, prometendo dar o máximo pelo Benfica.
“É acima de tudo uma grande satisfação e representa também um enorme desafio. Em termos pessoais é um grande orgulho para mim poder representar um clube tão grande como o Benfica, que tem uma estrutura muito admirável”, começou por afirmar, acrescentando: “Atrai-me o facto de também poder representar uma equipa bem estruturada em termos de equipa técnica.
”Flávio Cruz tem 27 anos, joga na Zona 4 do campo e conquistou os últimos três campeonatos nacionais da modalidade, um pelo Vitória de Guimarães e dois pelo Sp. Espinho. No Benfica, o atleta espera vencer o quarto título consecutivo da Divisão A1. “É um sonho, mas há um caminho muito longo a percorrer. Gosto muito de ter os pés bem assentes na terra, mas vou trabalhar com afinco para esse objectivo”, garantiu o atleta, que já passou também pelo voleibol italiano.
O internacional português revelou que o Benfica já “é um namoro antigo”, mas que só agora foi possível que tudo se concretizasse. “Eu valorizo muito todo esse voto de confiança na minha pessoa”, afirmou o ex-jogador do Sp. Espinho, numa alusão à aposta que a direcção “encarnada” fez na sua contratação.Flávio Cruz afirmou ainda que os sócios e simpatizantes do Benfica podem esperar muito trabalhado da sua parte. “Podem esperar muita dedicação. Irei dar tudo o que tenho para fazer ver aos adeptos e a mim mesmo que esta foi a decisão acertada”, finalizou.

Voleibol : Hugo Gaspar


Uma referencia do voleibol português é uma das caras novas do plantel do Sport Lisboa e Benfica.

Nome Completo: Hugo Fernando Lucas Gaspar
Data de Nascimento: 02-09-1982
Nacionalidade: Portuguesa
Peso: 87kg
Altura: 1,98cm
Posição: Oposto

“Toda a gente sabe que o Benfica é o maior clube e mais organizado. É um orgulho para mim poder representá-lo”, confessou Gaspar.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Hoquei-Resultados do fim de semana

Domingo 13 Junho 2010
Campeonato Nacional de Júniores P2 Zona Sul
S.L.Benfica 6 vs H.Turquel 3
Há três semanas atrás, após a derrota em Turquel muitos vaticinaram o afastamento do S.L.Benfica da "Final-Four" de Juniores. Ainda na crónica desse jogo deixámos aqui a mensagem de que embora a equipa não dependesse exclusivamente dos próprios resultados, pelo conhecimento que temos do valor da nossa equipa e pela garra e determinação de verdadeiros campeões não se iriam entregar, fazendo as contas apenas no final.Necessitando obrigatoriamente de vencer um H.C. Turquel já apurado a equipa do Benfica necessitava igualmente que o competidor directo pelo apuramento, o Sporting, não conseguisse obter qualquer ponto em Alenquer, pelo que para além da concentração quase total na dificil partida da Luz, os ouvidos iam estando a acompanhar a evolução do marcador em Alenquer.O Benfica entrou bem na partida a querer tomar conta do jogo desde o inicio, frente a um adversário tranquilo mas de qualidade e com quem não se pode baixar os níveis de concentração. O primeiro golo do jogo sucedeu aos 9 minutos por Tomás Silva numa recarga dentro da área, vantagem que o Benfica já justificava. Contudo aos 17 minutos, numa saída rápida em contra-ataque o Turquel reduziu através do ex-benfiquista Paulo Passos. Mas ainda antes do intervalo, aos 21 minutos , o Turquel dispõe dum livre directo que não converte e logo de seguida também de contra-ataque Tomás Silva assistiu Alexandre Silva que colocou de novo o Benfica na frente do marcador. Foi com este resultado de 2-1 favorável aos encarnados que se chegou ao intervalo e também com a nótícia que o Alenquer estava a vencer por 2-0.O segundo período começou practicamente com o terceiro golo do Benfica uma vez que na sequência da jogada de saída , João Rodrigues intercepta a bola a meio ringue e caminha isolado para a baliza contrária sendo derrubado já na área do Turquel. O mesmo João Rodrigues converte a correspondente grande penalidade e dilata a vantagem do Benfica. No entanto o Turquel não baixava os braços e aos 8 minutos, de novo Paulo Passos reduz a diferença no marcador. Também de Alenquer chegavam as noticias que o Alenquer depois de estar a vencer por 3-0 , essa diferença tinha sido encurtada pela equipa leonina para 3-2 e a ansiedade aumentava um pouco nas bancadas. Mas aos 15 minutos, João Rodrigues colocava de novo a diferença em 2 golos e no minuto seguinte Diogo Alves a passe de Tomás Silva marcava de novo, dando mais tranquilidade à nossa equipa e aos seus apoiantes. Só que no minuto seguinte, outro ex-jogador do Benfica, João Silva, num remate potente fora da área reduz para 5-3. A marcha do marcador de Alenquer acompanhava a da Luz e o resultado nesta altura do jogo era igual, quando faltam apenas alguns minutos para o fim de ambas as partidas. Aos 22 minutos, João Beja depois de ultrapassar um adversário na área visitante é derrubado e é assinalada a respectiva grande penalidade que uma vez mais João Rodrigues converte com sucesso. Até final a preocupação foi mais de gestão do resultado que terminou num 6-3 favorável ao Benfica. Foi necessário aguardar alguns minutos após o final da nossa partida para saber o resultado final do Alenquer-Sporting que tinha começado ligeiramente mais tarde e quando se soube da vitória do S.Alenquer e Benfica por 6-3, foi naturalmente com alegria que se festejou o apuramento do S.L. Benfica para a "Final-Four" de Bragança.Ao longo de toda a temporada, alguns jogos foram ganhos já na parte final dos mesmos, em situações que a equipa não tinha estado ao seu melhor nível mas que fruto dos seus hábitos de vencer e lutar sempre até final acabou por conseguir superar os seus adversários. Mas esta experiência de numa fase de apuramento tão curta, apenas 6 jogos, em que a equipa chegou ao final da 1ª volta sem qualquer ponto e ainda se conseguiu qualificar, prova que os jogos e os campeonatos só terminam de facto no último segundo e que nunca se pode atirar a toalha ao chão. Foi uma experiência muito desgastante a todos os níveis embora com um final feliz. A duas semanas da tão desejada presença na "Final-Four", há que reflectir em tudo o que correu menos bem para corrigir, unir ainda mais todo o grupo num só objectivo e partir para Bragança conscientes do valor de toda a equipa a nível individual e sobretudo colectivo com o reforço de confiança que esta qualificação obtida em cima da meta trouxe. Muitos parabéns a toda a equipa.O Prof. Carlos Pires fez alinhar neste encontro: Pedro Henriques (GR); Tomás Silva (1); Alexandre Silva (1); João Rodrigues (3); Diogo Alves (Cap) (1); João Beja;Diogo Dias; Marco Gatinho; Pedro Vaz e João Coelho (GR).
Campeonato Nacional de Iniciados P2 Zona Sul
S.L.Benfica 1 vs Sporting 1
Com ambas as equipas já qualificadas, o jogo de domingo foi mais um teste para medir forças entre as duas formações e também preparar a final do campeonato que se realiza dentro de duas semanas em Penafiel. Foi um jogo animado e bem disputado entre as duas equipas, contudo sem o sabor adicional do resultado ser importante. Depois da vitória clara dos encarnados na primeira volta por 6-0, só mesmo um descalabro tirava a nossa equipa do 1º posto da tabela e portanto nem esse factor estava em risco. O Benfica chegou ao intervalo na frente do marcador através dum golo de Bernardo Maria, tendo o Sporting igualado o resultado no decorrer da segunda metade por Diogo Tocha. O S.L. Benfica terminou assim a 2ª fase do campeonato invicto, contabilizando um único empate e somando vitórias em todas as restantes partidas disputadas.
Encontros Distritais de Bambis 2ª Fase Série C
S.L.Benfica 7vs Alenquer e Benfica 8
Depois de na 1ª volta a nossa equipa ter vencido em Alenquer por 10-3, esperava-se que a nossa equipa pudesse repetir essa vitória. Mas para além do mérito da equipa visitante, os nossos meninos não tiveram numa tarde muito inspirada e pese embora o jogo muito disputado e com o resultado incerto até ao final, não conseguimos superar o nosso adversário. Parabéns às duas equipas pela entrega e pelo espectaculo proporcionado.

Texto de João Pedro Vaz
Fonte:www.stickebola.blogspot.com/
Hoquei Juvenil S.L.B

Hóquei em Patins-Taça de Portugal

Sábado 12 Junho 2010
Taça de Portugal
Quartos de Final
S.L.Benfica 5 vs Candelária 1
Goleada dá final-four
O hóquei em patins do Sport Lisboa e Benfica garantiu, sábado passado, a presença na final-four da Taça de Portugal, depois de vencer o Candelária por 5 – 1. Os golos foram apontados por Diogo Rafael, Valter Neves (2), Toni Sanchez e Ricardo Pereira.A equipa orientada por Luís Sénica entrou forte na partida e chegou ao intervalo com uma vantagem de dois golos. Os marcadores foram Diogo Rafael (14´) e Valter Neves (23´).No segundo tempo, os “encarnados” continuaram a dominar e aumentaram a vantagem no marcador. Ricardo Pereira e Toni Sanchez marcaram, o Candelária ainda reduziu por intermédio de Rui Ribeiro, mas Valter Neves fechou a goleada.

Fonte:site oficial do slbenfica.pt

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Futsal: Final Empatada


Sporting adianta-se

No primeiro jogo da final do Play-off do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Futsal, disputado em Loures, o Sporting levou a melhor sobre o Benfica e colocou-se em vantagem na eliminatória. 4-3 foi o resultado final de um encontro em que os leões chegaram a dispor de quatro golos de vantagem.

O início do jogo foi muito vivo. Nos primeiros minutos as duas equipas repartiram as oportunidades com um remate ao poste em cada baliza, da autoria de Cardinal e Arnaldo. Pelo meio o Sporting viria a inaugurar o marcador. Divanei disparou forte na cobrança de um livre directo levando a bola a embater no poste e a ressaltar para o fundo das redes depois de tocar nas costas de Bebé. O guarda-redes do Benfica não ficou isento de culpas neste lance.

Em desvantagem no marcador, os encarnados procuraram ter mais iniciativa atacante, mas os seus intentos esbarravam sempre na bem montada estratégia defensiva leonina.

Aos 13', um passe longo de Bebé, encontrou a cabeça de César Paulo com este a fazer embater a bola novamente no poste. Na resposta, as águias deram muito espaço, aproveitado por Café para disparar uma bomba indefensável, fazendo o segundo golo do Sporting. E o terceiro apareceu pouco depois, através de um remate colocado de Divanei.

O Sporting era até então uma equipa mais eficaz, mas poderia ter aumentado por diversas vezes o marcador a seguir, numa fase em que o Benfica estava ‘encostado às cordas', vendo no intervalo o seu único ponto de fuga.

Na segunda metade, esperava-se uma reacção positiva por parte dos visitantes, mas estes continuavam a sentir grandes dificuldades para penetrar na muralha defensiva leonina. Por sua vez o Sporting aproveitava os espaços concedidos para criar alguns lances de perigo através de transições rápidas.

Talvez por isso, não tenha sido de estranhar o aparecimento do quarto golo dos verdes e brancos, da autoria de Alex, que teve sangue frio suficiente para contornar Bebé e atirar para a baliza deserta. Estavam decorridos 29' e o Benfica não mostrava argumentos suficientes para dar a volta ao marcador, pese embora Ricardinho, no minuto seguinte, tenha acertado novamente no poste.

Mas tudo mudou nos últimos cinco minutos. André Lima arriscou ao lançar Zé Maria como guarda-redes avançado e o Benfica voltou ao jogo com dois golos de Marinho. A partir daqui, os encarnados voltaram a acreditar e foi por muito pouco que não reduziram para a diferença mínima. Primeiro Zé Maria acertou no poste da baliza de João Benedito, para depois o guarda-redes leonino fazer a defesa da tarde, fechando as portas do triunfo dos homens da casa. No último segundo, Ricardinho fez o terceiro golo do Benfica, mas já não havia nada a fazer.

O triunfo ajusta-se perfeitamente ao Sporting, que foi melhor ao longo de trinta e cinco minutos. Por sua vez, o Benfica só conseguiu bater-se com o seu adversário quando apostou no cinco contra quatro.

Resumo do Jogo1:



Águias empatam a final

O Benfica arrancou, este domingo, um importante triunfo no terreno do Sporting, empatando desta forma a final do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Futsal. Os encarnados estiveram sempre na frente do marcador, acabando por vencer por quatro boas a três, curiosamente os mesmos números do triunfo leonino da véspera.

Mais uma vez o Pavilhão Paz e Amizade, em Loures, registou casa cheia, com os adeptos a proporcionarem um excelente ambiente nas bancadas.

Ao contrário da partida da véspera, desta feita começou melhor o Benfica, que logo no primeiro minuto, enviou uma bola ao poste por intermédio de Arnaldo. Logo a seguir, o mesmo jogador obrigou João Benedito a defesa apertada, com o guarda-redes leonino a sair lesionado do lance, obrigando Paulo Fernandes a colocar Cristiano em campo, ele que é o habitual suplente das redes verdes e brancas.

Aos poucos, o Sporting foi aparecendo no jogo e Bebé foi obrigado a ser chamado por diversas vezes de modo a manter inviolada a sua baliza.

Aos nove minutos, Joel Queirós fez um chapéu a Cristiano mas a bola embateu caprichosamente no poste. Na resposta, Alex já se preparava para festejar mas Ricardinho salvou sobre a linha de golo.

O Sporting atingiu as cinco faltas a meio do primeiro tempo e ficou condicionado em termos defensivos, sendo obrigado a diminuir a agressividade sobre o portador da bola, que tão bons frutos deu na véspera. Aproveitou-se desse facto o Benfica para voltar a crescer e inaugurou o marcador aos 12'. Um grande passe saído do pé esquerdo de Bebé deixou Arnaldo isolado, com este a ter o sangue frio suficiente para contornar Cristiano e atirar para a baliza deserta.

Quatro minutos volvidos, uma falta de Caio Japa sobre Joel Queirós enviou Ricardinho para a marca dos dez metros. O número dez encarnado converteu o livre com êxito e aumentou a contagem da sua equipa.

O Sporting acusou o segundo golo e poderia ter sofrido novos dissabores antes do intervalo, não fosse a falta de eficácia de César Paulo e Pedro Costa.

A segunda metade abriu com um remate de Alex à base do poste da baliza de Bebé. A resposta do Benfica foi letal e, num contra-ataque construído de forma perfeita, César Paulo a assistiu Ricardinho para o terceiro golo das águias.

Era um duro revés para as aspirações leoninas, mas a equipa de Paulo Fernandes não baixou os braços e, dois minutos depois, Divanei, com um excelente trabalho, desviou Ricardinho do caminho e bateu Bebé pela primeira vez.

Apesar das tentativas dos leões, os encarnados conseguiram sempre controlar o encontro, até mesmo depois de atingirem as cinco faltas aos 31'. Sem mais soluções na manga, Paulo Fernandes decidiu avançar com a inclusão de Evandro como guarda-redes volante.

O que é certo é que o Sporting esteve muito perto do golo em diversas ocasiões, mas só conseguiu marcar a menos de trinta segundos do final, através de Cardinal. A bola foi ao centro e os jogadores leoninos esqueceram-se de defender, deixando César Paulo em situação privilegiada para marcar, com o pivot encarnado a não desperdiçar. Zé Maria ainda marcou um auto-golo a quatro segundos do fim, mas já não havia mais a fazer.

Vitória justa do Benfica, que soube impor a sua maior experiencia competitiva para igualar a eliminatória e colocar-se em posição de a poder terminar na Luz. Por sua vez, o Sporting não foi tão eficaz como no primeiro jogo, revelando menor concentração, principalmente nas acções defensivas.

Resumo do Jogo2:


Fonte: Futsal Global

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Hoquei em patins-Formação jogos do fim de semana

Domingo 13 Junho 2010
Campeonato Nacional de Júniores P2 Zona Sul
S.L.Benfica vs H.Turquel ás 16H00M
Campeonato Nacional de Iniciados P2 Zona Sul
S.L.Benfica vs Sporting ás 15H00M
Encontros Distritais de Bambis 2ª Fase Série C
S.L.Benfica vs Alenquer e Benfica ás 14H00M

Hoquei em Patins-Taça de Portugal

Sábado 12 Junho 2010
Taça de Portugal
Quartos de Final
S.L.Benfica vs Candelária ás 18H00M

Agenda Semanal

Futsal:

Final Playoff, jogo1: SCP vs Benfica

12-06 às 17:00 no Pavilhão Paz e Amizade em Loures, RTP2

Final Playoff, jogo2: SCP vs Benfica

13-06 às 16:30 no Pavilhão Paz e Amizade em Loures, RTP2

Hóquei em Patins:

1/4 Final Taça Portugal: Benfica vs Candelária

12-06 às 18:00 no Pavilhão Império Bonança, Benfica TV

Camadas Jovens - Futebol:

5ª Jornada, 2ª Fase Juniores A: Benfica vs FCP

12-06 às 17:00 no CFC, Benfica TV

4ª Jornada, 3ª Fase Juvenis A: SCP vs Benfica

13-06 às 11:00 na Academia de Alcochete

6ª Jornada, 3ª Fase Iniciados A: Benfica vs SCP

13-06 às 11:00 no CFC, Benfica TV

Informações úteis:

Hóquei em patins
S.L.Benfica – Candelária (Pavilhão Império Bonança)
Taça de Portugal
Dia 12 de Junho às 18 horas
Vamos abrir as Portas às 17 horas

Horário de Abertura de Bilheteiras:
Dia 12 de Junho a partir das 16h30

Tabela de preços do Hóquei:
Sócio de Quota Modalidades: 1,5 €
Sócio: 3 €
Sócio Criança: 1 €
Sócio Menor: 2 €
Público: 6 €
Público Criança: 3.5 €

Benfica-FC Porto (juniores): Bilhetes à venda no sábado
A equipa de Diamantino Miranda vai receber o FC Porto no próximo sábado, dia 12 de Junho, para a 5.ª jornada da fase final do campeonato nacional de juniores. Os bilhetes vão estar à venda no dia do encontro.

Os ingressos irão estar disponíveis nas bilheteiras do Caixa Futebol Campus a partir das 14 horas de sábado. O acesso é gratuito para os sócios, ainda que seja necessário fazer o respectivo levantamento de bilhete. O preço dos ingressos para público é de cinco euros.

http://www.slbenfica.pt/incslb/pdf/tabelaprecos_junslbfcp_090610.pdf

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Camadas Jovens Futebol - Benfica Bicampeão Nacional em Iniciados A


Iniciados A são bicampeões nacionais

Os Iniciados A revalidaram esta quinta-feira o título de campeão nacional da categoria, após triunfarem no terreno do FC Porto por 0-4.

Os pupilos de Luís Araújo precisavam apenas de um empate para fazerem a festa, mas conseguiram muito mais do que isso. Os “encarnados” mostraram a sua enorme superioridade e venceram o clássico de forma categórica.

A entrada do Benfica foi de tal maneira forte que o resultado ao intervalo já era de 0-3. João Nunes e Marco Lopes (por duas vezes) apontaram os tentos. No segundo tempo, as “águias” fecharam as contas com um golo de João Gomes.
Com o título já conquistado, o Benfica vai fazer a partida de consagração frente ao Sporting. O jogo está agendado para este domingo, dia 13 de Junho, no Caixa Futebol Campus.

Luís Araújo: “É o resultado de um trabalho de dois anos”


O treinador dos Iniciados A, Luís Araújo, afirmou esta quinta-feira, em declarações à Benfica TV, que a conquista do bicampeonato é fruto do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido na formação do Clube.

“É uma grande felicidade. É o resultado de um trabalho de dois anos, numa estratégia do futebol de formação do Benfica”, destacou o técnico após o triunfo no terreno do FC Porto.

Luís Araújo referiu que há um conjunto de factores que estão na base da conquista do bicampeonato por parte dos Iniciados A. “Devo-o a vários colegas, ao trabalho de equipa de toda a equipa técnica do futebol formação do Benfica, e ao talento e à capacidade de aprendizagem dos jogadores”, enumerou.

Fonte: Sport Lisboa e Benfica - Site Oficial

Pude seguir alguns jogos destes miúdos através da Benfica TV e desde cedo fiquei rendido à sua qualidade, seja individual como colectiva. Grande mérito do treinador, o professor Luís Araújo que fez sem dúvida um grande trabalho.

Parabéns Campeões!!!

Basquetebol: Benfica conquista Bicampeonato


Resumo do jogo:

http://videos.sapo.pt/RGvZ7zWN3uqgypAc0Cgz

Os festejos:

http://videos.sapo.pt/JzBHqPGCjhN6y5jeir6J

Fantástico o ambiente que ontem se viveu no Pavilhão Império Bonança, noite mágica mesmo. Foi uma noite de puro Benfiquismo que esta grande equipa de Basquetebol bem merecia, foi uma época com muitas lesões em jogadores chaves mas todo o plantel respondeu à altura. Foi um trajecto incrível com apenas duas derrotas durante a fase regular e uns palyoffs a roçar a perfeição com apenas uma derrota em 11 jogos, fantástico...

Parabéns campeões!!!

Hoquei em patins-Formação resultados do fim de semana

Domingo 6 Junho 2010
Campeonato Nacional de Iniciados P2 Zona Sul
Stuart Carvalhais 1 vs S.L.Benfica 4
A equipa de Iniciados do S.L.Benfica continua a coleccionar vitórias sucessivas e mais uma vez , numa saída sempre dificil ao pavilhão da Escola Stuart de Carvalhais, obteve os três pontos de forma categórica, num jogo que controlou totalmente. Muitos parabéns a toda esta equipa que tem superado de forma brilhante todos os obstáculos com que se tem deparado desde o inicio da temporada.
Segunda-Feira 7 Junho 2010
Campeonato Nacional de Júniores P2 Zona Sul
Sporting 6 vs S.L.Benfica 9

Num encontro que só a vitória interessava aos interesses encarnados e por mais de um golo de diferença, esse objectivo foi alcançado, ficando a decisão de quem acompanhará o H.C. Turquel na "Final-Four" do campeonato nacional, Benfica ou Sporting. No décimo encontro da época entre as duas equipas, mais um jogo bem disputado, com o Sporting a sair em vantagem para o intervalo (4-3) mas com a equipa benfiquista a dar a volta por completo ao marcador e a sair do ringue com os três preciosos pontos. Domingo a derradeira jornada e a decisão final com o S.L.Benfica a precisar de vencer a partida frente ao H.C. Turquel e esperar que o S.Alenquer e Benfica vença em casa o Sporting C.P.. Temos campeonato até final.

Texto de João Pedro Vaz
Fonte:www.stickebola.blogspot.com/
Hoquei Juvenil S.L.B

Hoquei wm patins-Campeonato Nacional 1ª Divisão

Sábado 29 Maio 2010
Campeonato Nacional 1ª Divisão
26ªJornada
S.L.Benfica 2 vs A.Valongo 2
Empate a fechar
A equipa orientada por Luís Sénica empatou este sábado a duas bolas com o Valongo. Os "encarnados" terminam, assim, o campeonato nacional na 5.ª posição.
Numa partida relativa à 26.ª jornada do campeonato nacional de hóquei em patins, o Benfica esteve sempre em vantagem no marcador, mas permitiu o empate já perto do final.
Os golos do Benfica foram apontados por Ricardo Pereira e Diogo Rafael. Com este empate os pupilos de Luís Sénica concluíram o campeonato no 5.º lugar.

Fonte:site do slbenfica.pt

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Basquetebol: Em busca da vitória Final

Henrique Vieira conta com adeptos para vencer FC Porto

O treinador da equipa de basquetebol do Benfica, Henrique Vieira, espera contar com o apoio dos adeptos no quinto jogo da final do play-off da Liga frente ao FC Porto.

Os “encarnados” somam três vitórias e uma derrota na final, ou seja, precisam apenas de mais um triunfo para revalidar o título de campeão.

O próximo encontro é no Pavilhão Império Bonança e o técnico quer um grande ambiente para superar o rival já nesta quarta-feira, dia 9 de Junho, pelas 21 horas. “Com o apoio do nosso público esperamos fechar a série. Vamos ter com certeza todos os benfiquistas a apoiarem-nos porque o factor casa do FC Porto é realmente muito difícil. Temos de tornar o nosso factor casa uma coisa muito difícil para o nosso adversário. Tivemos uma grande ajuda no jogo 1 e no jogo 2 e vamos com certeza ter no jogo cinco para que possamos ser campeões.”

Sérgio Ramos: "O nosso objectivo é acabar com a série"


O Benfica quer revalidar o título de campeão nacional de basquetebol já nesta quarta-feira, dia 9 de Junho, segundo afirmou o extremo Sérgio Ramos à Benfica TV.

"Jogamos em casa e nos últimos dois anos temos uma derrota em casa. O nosso objectivo é acabar a série já na próxima quarta-feira", disse o internacional português.

Depois de perder o último jogo no terreno do FC Porto, o Benfica continuou a ficar a uma vitória de fazer a festa do título. O grupo vai procurar corrigir algumas situações para conseguir revalidar o campeonato perante os seus adeptos. "Vamos analisar bem os nossos erros e ver o que devíamos ter feito e não fizemos, e preparar da melhor forma possível o quinto jogo", afirmou Sérgio Ramos.

Os "encarnados" vão receber o FC Porto pelas 21 horas desta quarta-feira. Este encontro também vai ser transmitido em directo pela Benfica TV.

Informações úteis:

A equipa de basquetebol masculino do Benfica pode revalidar o título de campeã nacional na próxima quarta-feira, dia 9 de Junho. O preço dos ingressos e o horário de abertura das bilheteiras para a recepção ao FC Porto já são conhecidos. Não falte!

Basquetebol
S.L.Benfica – F.C. Porto (Pavilhão Império Bonança)
Liga de Basquetebol / Play - Off / Final 4.ºJogo
Dia 9 de Junho às 21 horas
Vamos abrir as Portas às 20 horas

Horários de Abertura das Bilheteiras:

3.ªfeira, dia 8 de Junho, das 10 às 19 horas. Exclusivamente para Sócios.

4. ªfeira, dia 9 de Junho, das 10 às 17 horas, exclusivamente para Sócios.
A partir das 17 horas para Público em geral.

Tabela de preços do Basquetebol:

Sócio de Quota Modalidades: 1,5 €
Sócio: 3 €
Sócio Criança: 1 €
Sócio Menor: 2 €
Público: 6 €
Público Criança: 3.5 €

Fonte: Sport Lisboa e Benfica - Site Oficial

Camadas Jovens Futebol


Juniores vencem dérbi e continuam na luta pelo título

A equipa orientada por Diamantino Miranda continua na luta pelo título nacional de juniores, após a vitória clara (0-2) deste domingo no terreno do rival Sporting.

Era o tudo ou nada para os “encarnados”. Depois de três empates na fase final do campeonato nacional da categoria, só uma vitória interessava em Alvalade.

Depois de uma primeira parte sem golos, o Benfica entrou da melhor maneira no início do segundo tempo. Após um canto do lado direito de Rafael Costa, Ruben Pinto surgiu na área a cabecear para o fundo das redes contrárias (49’).

Em vantagem no marcador, a formação da Luz soube controlar muito bem as acções do adversário durante o restante período do segundo tempo, guardando para o fim a obtenção do segundo golo. Com um remate de fora da área, Rafael Costa confirmou o triunfo “encarnado” (90+5’).

Com esta preciosa vitória, o Benfica passou a somar seis pontos, ou seja, está a um do líder Sporting. Com quatro pontos, FC Porto e V. Guimarães ocupam os outros lugares da classificação.

Na penúltima jornada, as “águias” vão receber o FC Porto. A partida está agendada para o próximo dia 12 de Junho.
Juvenis perdem no Porto

Depois do nulo frente ao Sporting na 1.ª jornada da fase final, os pupilos de Bruno Lage perderam com o FC Porto, por 3-1.

Num jogo realizado no Porto, os juvenis A não conseguiram vencer, depois de terem estado empatados até muito perto do apito final.

O golo “encarnado” foi apontado por Diego Lopes aos 74 minutos. Na próxima jornada, os juvenis do Sport Lisboa e Benfica recebem o Vitória de Guimarães no Caixa Futebol Campus.

Iniciados mais perto do título

A equipa de iniciados A do Sport Lisboa e Benfica venceu este domingo o Vitória de Guimarães por 6-0 e está mais perto de revalidar o título de campeão nacional.

Os pupilos de Luís Araújo fizeram uma grande exibição e foram sempre superiores aos adversários. Ao intervalo, os “encarnados” já venciam por 2-0, com golos de João Gomes e Marcos Lopes.

No segundo tempo confirmou-se a vitória e a goleada surgiu naturalmente. O ponta-de-lança João Gomes fez mais dois golos e completou o hat-trick, enquanto que Pedro Almeida e Raphael Guzzo completaram a goleada.

Na próxima jornada, os iniciados deslocam-se ao terreno do FC Porto, para a 5.ª jornada da fase final.

Fonte: Sport Lisboa e Benfica

Basquetebol: Título adiado


Dragões vencem jogo 4 do playoff

Triunfo inequívoco do FC Porto (90-58) na 4ª partida da final da Liga Portuguesa de Basquetebol, que assim reduziu (1-3) a diferença entre as duas equipas na série. Os portistas foram claramente a turma que demonstrou mais desejo de vencer, pressionada também pelo facto de não poder falhar e correr o risco de assistir em sua casa aos festejos de vitória do Benfica.

A prestação encarnada , nomeadamente ao nível de lançamentos de campo – apenas 30% - e a forma como geriu a posse de bola (19 turnovres), em nada ajudou para que o resultado fosse diferente no final.

O treinador Moncho López manteve a aposta em Hunt para a posição de 1º base, passando a jogar com uma equipa bastante alta e mais ofensiva. Disso beneficiou na luta das tabelas (40-31) e na estratégia defensiva preparada para conter o forte jogo interior do adversário. Foi também decisiva a forma como Carlos Andrade se encarregou da defesa a Heshimu Evans (8 pontos), para além do sentido colectivo demonstrado pelos dragões, com cinco jogadores a defender a área próxima do cesto.

A verdade é que o jogo interior benfiquista não funcionou e, quando assim é, terá de ser fora que as coisas poderão ter solução, algo que, como dissemos anteriormente, também não aconteceu.

Tal como tinha sucedido no jogo de sexta-feira, Marçal voltou a ser o impulsionador da fuga dos azuis e brancos no marcador ainda no decorrer a 1ª parte, com as suas “bombas” e acções individuais de 1x1. A vantagem de 16 pontos (43-27) que se registava ao intervalo, já era demonstrativa da superioridade dos visitados no encontro.

A segunda metade trouxe um Benfica ainda mais desinspirado, pois para além do desacerto na hora de atirar ao cesto, começou a acumular erros algo infantis, que eram bem aproveitados pelos dragões para conseguir cestos fáceis de contra-ataque em superioridade numérica. Pela primeira vez nesta eliminatória os comandados de Henrique Vieira demonstraram alguns sinais de desunião e individualismo ofensivo, algo nada positivo nesta fase do campeonato.

No final do 3º período a equipa nortenha tinha o jogo praticamente controlado (67-45) e só uma hecatombe colectiva a levaria a perder a partida. Nos últimos 10 minutos do encontro, com o Benfica a abdicar de tentar discutir o resultado, os dois treinadores aproveitaram a oportunidade para fazer rodar jogadores, com Jorge Coelho e Sérgio Ramos a serem os mais beneficiados desse facto.

Mais do que a derrota, a diferença pontual que se verificava no final do jogo poderá ter deixado mossa e criado algum desconforto no grupo encarnado, que parecia inabalável. O quinto jogo, a realizar-se na próxima Quarta-feira, às 21 horas, será com toda a certeza um novo filme, que em comum com este terá apenas os protagonistas.

A dupla portista composta por Greg Stempin (24 pontos, 10 ressaltos e 3 roubos de bola), MVP do encontro, e Nuno Marçal (21 pontos, 5 ressaltos e 2 roubos de bola), repetiu a boa exibição do anterior encontro, acabando por ser decisiva na construção da vantagem pontual.

O norte-americano Ben Reed (15 pontos, 4 ressaltos e 3 assistências) foi talvez o mais inconformado na turma campeã nacional. Uma nota para a maior disponibilidade física e motora revelada por Sérgio Ramos, o que é sempre um bom sinal, durante os quase 20 minutos de utilização.
Resumo do jogo:



Fonte:
fpb.pt

Futsal: Benfica garante presença na Final


Águias voam para a final

O Benfica foi a primeira equipa a garantir a passagem à final do Play-off do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Futsal, ao derrotar o Belenenses no Restelo com os mesmos números do triunfo que tinha alcançado na Luz (3-1). Os encarnados fizeram história ao serem os primeiros a chegar à final depois de não se ter classificado nas duas primeiras posições na fase regular.

Os adeptos que se deslocaram ao Pavilhão Acácio Rosa, no Restelo, puderam assistir a um grande espectáculo de futsal, que só não teve mais golos porque, Marcão na primeira parte, e Bebé na segunda, foram gigantes nas balizas.

O Benfica foi mais perigoso nos primeiros quinze minutos do primeiro tempo, mas o guarda-redes brasileiro do Belenenses foi mantendo a sua baliza inviolada com intervenções de grande qualidade. Nem mesmo Bebé conseguiu bater Marcão num lance em que encheu-se de coragem, passou por toda a equipa do Belenenses e permitiu a defesa do número 1 dos azuis.

Nos últimos cinco minutos, os homens da casa equilibraram e foi nesse período que inauguraram o marcador. Um grande golo de Marcelinho que, com um gesto técnico fantástico, fez um chapéu perfeito a Bebé.

Na segunda metade, a equipa de Alípio Matos apareceu mais dominadora, aproveitando os espaços dados pela defensiva contrária para criar lances de perigo. Parecia que estava mais perto do golo o Belenenses, mas foi o Benfica a marcar, por intermédio de Joel Queirós, aos 26'. O goleador dos encarnados beneficiou de um ressalto na área para fazer o empate.

Foram só precisos esperar mais cinco minutos para o Benfica dar a ‘cambalhota' no marcador, na sequência de um excelente trabalho de Arnaldo na esquerda do seu ataque, antes de assistir César Paulo para este empurrar para o fundo da baliza.

A sentir que a eliminação estava eminente, Alípio Matos fez subir Marcão no terreno, mas a sua equipa nunca conseguiu importunar verdadeiramente o internacional português Bebé, excepção feita aos remates de longa distância do guarda-redes azul.

A menos de dois minutos do final, Ricardinho aproveitou o adiantamento de Marcão e marcou do meio campo, sentenciando a partida e carimbandoa passagem da sua equipa à final do Campeonato.

Mais uma vez, os jogadores do Benfica demonstraram que aparecem nos momentos das grandes decisões e estão em condições de ser a primeira equipa a conquistar o tetracampeonato em Portugal. Pelo que fez ao longo da época, o Belenenses merecia também estar presente nos jogos que vão decidir o título.

A arbitragem soube estar ao nível do jogo, exibindo-se em bom plano.

Resumo do jogo:


Fonte: Futsal Global

sábado, 5 de junho de 2010

Agenda Semanal


Futsal:

1/2 Final Playoff, jogo2: Belenenses vs Benfica

05-06 às 15:05 no Pavilhão Acácio Rosa, RTP2

Basquetebol:

Final Playoff, Jogo 4: FCP vs Benfica

06-06 às 16:00 no Dragão Caixa, Sport TV2

Hóquei em Patins:

26ª Jornada: Benfica vs Valongo

05-06 às 18:00 no Pavilhão Império Bonança

Andebol:

10ª Jornada, 2ª Fase: Benfica vs ABC

05-06 às 17:00 no Pavilhão nº2, Benfica TV

Camadas Jovens - Futebol:

4ª Jornada, 2ª Fase Juniores A: SCP vs Benfica

06-06 às 17:00 no Estádio Alvalade, TVI24

2ª Jornada, 3ª Fase Juvenis A: FCP vs Benfica

06-06 às 11:00 no Complexo Desportivo do Olival

3ª Jornada, 3ª Fase Juvenis A: Benfica vs Vit. Guimarães

10-06 às 11:00 no CFC, Benfica TV

4ª Jornada, 3ª Fase Iniciados A: Benfica vs Vit. Guimarães

06-06 às 11:00 no CFC, Benfica TV

5ª Jornada, 3ª Fase Iniciados A: FCP vs Benfica

10-06 às 11:00 no Complexo Desportivo do Olival

Informações úteis:

Andebol
S.L.Benfica–ABC (Pavilhão n.º 2)
Campeonato Nacional
Dia 5 de Junho às 17 horas
Vamos abrir as Portas às 16 horas

Hóquei
S.L.Benfica–Valongo (Pavilhão Império Bonança)
Campeonato Nacional
Dia 5 de Junho às 18 horas
Vamos abrir as Portas às 17 horas

Horários de Abertura de Bilheteiras:
Sábado dia 5 de Junho a partir das 15h30

Tabela de preços Andebol:
Sócio de Quota Modalidades: 1,5 €
Sócio: 3 €
Sócio Criança: 1 €
Sócio Menor: 2 €
Público: 6 €
Público Criança: 3.5 €

Tabela de preços Hóquei:
Sócio de Quota Modalidades: 0 €
Sócio: 3 €
Sócio Criança: 1 €
Sócio Menor: 2 €
Público: 6 €
Público Criança: 3.5 €

Basquetebol: Benfica a uma vitória de revalidar o Título


Encarnados derrotam FC Porto no Dragão

Num encontro muito disputado, garantidamente um dos melhores realizados esta época, o Benfica aumentou a vantagem na final do playoff da Liga para 3-0, depois do triunfo desta sexta-feira, no Dragão Caixa (101-97). Mas os portistas venderam bem cara a derrota, visto que foram necessários dois prolongamentos para se encontrar um vencedor (83-83 e 96-96), o que deixa antever outra emocionante partida, já no próximo domingo.


Muita coisa poderia ser dita e escrita acerca do 3º jogo da final do playoff da Liga Portuguesa de Basquetebol, mas é prefirível realçar a qualidade do espectáculo que as duas equipas proporcionaram e a correcção com que a partida foi disputada. Pena é que não aconteçam mais jogos com esta emoção e intensidade, para bem da modalidade.

No aspecto desportivo, a jornada foi naturalmente favorável aos encarnados que, ao vencerem este 3º jogo, no Dragão Caixa, tornaram nula a margem de erro dos portistas até final da série. Uma vitória que convém dizer poderia ter sorrido a qualquer um dos conjuntos, até porque momentos houve durante o encontro em que as coisas pareciam definidas a favor de cada uma deles.

Foram os encarnados a começar melhor o encontro, aproveitando alguma passividade defensiva dos azuis e brancos, que se traduziu em situações fáceis de finalização, sendo a maioria acções de contra-ataque. Após uma vantagem inicial dos forasteiros, finalmente surgiu a mão certeira dos atiradores azuis e brancos, permitindo que os portistas rapidamente recuperassem da diferença pontual. A boa prestação de Greg Stempin (15 pontos) durante toda a primeira parte, tanto a marcar pontos como a assistir para os seus companheiros, impulsionou os dragões para o comando do marcador no final do 1º tempo (42-37).

Na etapa complementar, a linha de 3 pontos viria a ser a principal arma utilizada pelos comandados de Moncho López para fugirem na marcha do marcador. Três triplos, quase consecutivos, de Nuno Marçal faziam subir a diferença para a dezena de pontos, margem que se verificava a pouco mais de 4 minutos do final. Quando tudo parecia encaminhado para o triunfo dos dragões, a equipa simplesmente deixou de fazer pontos durante vários minutos, parando nos 78. Acabaria por desperdiçar a vantagem de que dispunha, com muito mérito dos encarnados, que sempre acreditaram que poderiam dar a volta ao resultado, demonstrando muita frieza e discernimento nas acções atacantes.

Com as duas equipas empatadas a 83 pontos no final do tempo regulamentar, houve necessidade de 5 minutos extra, altura em que a alteração táctica introduzida por Moncho López, colocar Hunt na posição de 1º base – inspiradíssimo em termos ofensivos –, e atribuir a Andrade a missão de parar Diogo Carreira, elemento mais desiquilibrador do plantel benfiquista, parecia que ia resultar em pleno. Uma vez mais o Benfica soube ser paciente, nunca se desuniu como equipa, ao mesmo tempo que procurava resolver os problemas do ataque de uma forma colectiva, ao procurar a melhor solução de lançamento.

Acabaria por a equipa orientada por Henrique Vieira a desperdiçar a oportunidade de resolver a partida, ao sofrer um triplo de Nuno Marçal – mérito do experiente extremo portista –, a 4 segundos do final do tempo extra, que empatava novamente o encontro (96-96).

No 2º prolongamento, a ausência de Stempin e Terrel, já desqualificados com 5 faltas, viria a revelar-se decisiva, pois foi na luta das tabelas, mais concretamente através do ressalto ofensivo, que o Benfica fez a diferença. Os segundos lançamentos fáceis e as sucessivas posses de bola conseguidas pelos encarnados permitiram gerir uma curta vantagem, isto sem esquecer que os dragões apenas converteram 1 ponto nos últimos 5 minutos suplementares (101-97).

No decorrer da partida estivemos perante duas formas distintas de conseguir pontos: enquanto os azuis e brancos apostavam no tiro de longa distância, a turma lisboeta dava preferência a lançamentos mais curtos, até porque a noite não era de grande precisão.

O norte-americano Heshimu Evans (30 pontos, 12 ressaltos, 9 faltas provocada e 2 roubos de bola) foi o expoente máximo da agressividade atacante do Benfica, impressionando pela intensidade, apesar dos seus 34 anos, que coloca no seu jogo, exibindo recursos ofensivos que denotam grande trabalho de aperfeiçoamento. Face à ausência de Elvis Évora - pelas palavras do técnico Henrique Vieira a lesão aparentemente é grave e de recuperação demorada -, o poste Will Frisby (22 pontos, 13 ressaltos e 2 assistências), numa missão de superação, acabou por ser a grande referência interior do Benfica ao longo de todo o encontro. Mesmo tentando sempre fugir ao contacto, a boa técnica de pés e o tiro de curta e média distância permitiram-lhe contornar as limitações físicas.

Para complemento, os encarnados tiveram em Diogo Carreira (22 pontos e 2 ressaltos), que até entrou mal no jogo, o símbolo da irreverência, do talento, mas acima de tudo da coragem de querer assumir a responsabilidade do jogo. Uma referência ainda para o regresso de Sérgio Ramos, que após várias semanas lesionado voltou a competir. Mesmo sem estar nas melhores condições, a sua presença no jogo era reconfortante para o grupo, ao mesmo tempo que transmitia uma imagem de confiança e disponibilidade para ajudar.

Do lado dos portistas, de pouco serviu a fantástica prestação de Greg Stempin (26 pontos, 6 ressaltos, 3 assistências e 3 desarmes de lançamento), claramente o elemento portista mais determinado e com sede de vitórias. O capitão dos dragões, Nuno Marçal (19 pontos, 4 assistências e 3 ressaltos), teve uma exibição intermitente, acabando por ser um pouco vítima das passagens pelo banco de suplentes. E como é habitual, Julian Terrel (15 pontos e 8 ressaltos) manteve a regularidade que lhe é característica.

Resumo do jogo:



Fonte: fpb.pt

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Hoquei em patins-Jogos de fim de semana

Domingo 6 Junho 2010
Campeonato Nacional de Iniciados P2 Zona Sul
Stuart Carvalhais vs S.L.Benfica ás 17H15M
Segunda-Feira 7 Junho 2010
Campeonato Nacional de Júniores P2 Zona Sul
Sporting vs S.L.Benfica ás 21H30M

Hoquei-Campeonato Nacional 1ª Divisão

Sábado 29 Maio 2010
Campeonato Nacional 1ª Divisão
26ªJornada
S.L.Benfica vs A.Valongo ás 18H00M

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Hoquei-Resultados do fim de semana

Domingo 30 Maio 2010
Campeonato Nacional de Iniciados P2 Zona Sul
S.L.Benfica 4 vs S.Tomar 1
Numa partida que carimbou o apuramento, vitória clara do Benfica que controlou e dominou a partida sem sobressaltos. A equipa pese embora os impedimentos do contributo de diversos jogadores tem sabido sempre encontrar soluções que lhe permitiram vencer até agora todos os jogos do campeonato nacional. Agora com o apuramento garantido e as lesões a ficarem recuperadas, há que manter o ritmo competitivo elevado para a "Final-Four" ser disputada na máxima força. Grande abraço a toda a equipa.Alinharam : Duarte Silva (GR); André Lopes (1); João Sardo; André Gaspar (Cap); Bernardo Maria (2); João Martins (1); Gonçalo Pinto; Diego Dias; Diogo Pereira e Tiago Figueiredo (GR)
Encontros Distritais de Bambis 2ª Fase Série C
S.L.Benfica 18 vs U.Vilafranquense 5
Os nossos pequeninos Bambis voltaram a vencer um adversário com quem já se encontraram por 4 ocasiões. A equipa de Vila Franca de Xira que recomeçou este ano a sua actividade, tem vindo a evolur de forma muito positiva e ainda chegou a liderar o marcador durante uma parte do jogo, mas a nossa equipa empregou-se a fundo e conseguiu traduzir no marcador a sua maior capacidade.
Segunda-Feira 31 Maio 2010
Campeonato Nacional de Júniores P2 Zona Sul
S.L.Benfica 12 vs Alenquer e Benfica 5
Num jogo onde só a vitória interessava, os Juniores do S.L. Benfica lograram alcançar esse objectivo, tendo começado a construir essa vitória bem cedo, ia decorrido apenas o segundo minuto de jogo sem que practicamente o adversário tivesse tocado na bola. Não foi uma exibição de encher o olho mas numa altura em que a situação é muito dificil, pedia-se apenas a vitória e se possível com números que anulassem a desvantagem no confronto directo com a equipa do Alenquer e isso foi conseguido. Ao intervalo a vantagem era já de 6-1 e foi sendo dilatada durante o segundo tempo, tendo a diferença sido de 8 golos ( 10-2). Depois um período de menor concentração defensiva permitiu o encurtar dessa diferença sem que contudo alguma vez tivesse em risco a vitória encarnada.Parabéns pela vitória e nova jornada com cariz de "Finalíssima" para a semana frente ao Sporting. Acreditamos que um Benfica ao seu melhor nível pode conseguir a vitória, único resultado que permite à nossa equipa aspirar ainda à presença na "Final-Four". Muita determinação , concentração e empenho aliados à qualidade individual e colectiva da nossa equipa são fundamentais para conseguirmos ultrapassar mais este obstáculo.Jogaram pelo S.L.Benfica : João Coelho (GR); Tomás Silva (1); Pedro Vaz ; João Rodrigues (8; Diogo Alves (Cap)(2); João Beja (1); Alexandre Silva; Marco Gatinho; Diogo Dias e Pedro Henriques (GR).

Texto de João Pedro Vaz
Fonte:www.stickebola.blogspot.com/
Hoquei Juvenil S.L.B

Hoquei-Campeonato Nacional 1ª Divisão

Sábado 29 Maio 2010
Campeonato Nacional 1ª Divisão
25ªJornada
Oeiras 3 vs S.L.Benfica 2
"Encarnados” sofrem derrota em Oeiras
A equipa de hóquei em patins masculino do Benfica perdeu sábado passado no recinto da Associação Desportiva de Oeiras por 3-2, em encontro da 25.ª jornada do campeonato nacional da modalidade.Os visitados marcaram na conversão de uma grande penalidade por Paulo Rosa (18’), mas o Benfica empatou imediatamente a seguir por João Rodrigues. Ainda antes do fim da primeira parte, Diogo Rafael colocou os “encarnados” na frente do marcador (23').No segundo tempo, a formação de Luís Sénica sofreu dois golos e perdeu, assim, o encontro por 3-2. Pedro Carvalho (6’) e Tiago Nogueira (19’) foram os autores dos golos do Oeiras.Depois deste resultado, o Benfica fecha a sua participação na edição 2009/2010 do campeonato na próxima semana. Os “encarnados” vão receber o Valongo na 26.ª e última jornada da competição.

Fonte:site oficial do slbenfica.pt

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Basquetebol: Benfica volta a Vencer em Casa


O Benfica aumentou para dois o número de triunfos na série final do campeonato da Liga Portuguesa de Basquetebol, frente ao FC Porto. Numa partida de grande intensidade defensiva, onde quase sempre foi difícil encontrar o caminho do cesto, a maior criatividade individual vinda do banco encarnado acabou por fazer a diferença (63-53). A forma distinta como as duas equipas interpretaram a defesa e a solução ofensiva do bloqueio directo na bola explica em grande parte o porquê de os benfiquistas terem tido, ainda que pequeno, um maior aproveitamento ofensivo no decorrer da partida.

O encontro principiou, à semelhança do que aconteceu no 1º jogo, com muita luta, contacto físico, em que nada era consentido com facilidade e, acima de tudo, com as duas equipas a revelarem grandes dificuldades em encontrar o caminho para o cesto. As percentagens de lançamentos dos dois conjuntos também não ajudavam em nada, destacando-se pela negativa, nesta fase inicial, a prestação de Heshimu Evans, que era literalmente convidado a lançar ao cesto. Se não se concretiza de fora há que procurar outras soluções mais próximas do cesto. Nesse aspecto, os benfiquistas estiveram melhores – boa entrada na partida de Elvis Évora – o que explica o resultado favorável de 11-6 que se registava no final do quarto inicial.

Eram visíveis as dificuldades dos dois conjuntos em conseguir fazer pontos, o que retirava espectacularidade e beleza ao encontro. Não quer com isto dizer que deixou de ser interessante, até porque a entrega das duas formações era exemplar. A maior criatividade individual trazida por Diogo Carreira, melhor a jogar o bloqueio directo na bola, bem como o aumento da eficácia do lançamento exterior, com Evans a acertar a pontaria, dava a primeira vantagem clara às águias no decorrer do 2º período (21-8). O bom contributo dos benfiquistas vindos do banco (Carreira, Tavares e Elvis) só não se tornou mais evidente até se atingir o intervalo muito à custa da boa reacção portista já nos momentos finais da parte. Agressivos na defesa, lutadores nas tabelas e finalmente a conseguirem concretizar cestos, aquele que é o grande objectivo do jogo, os dragões, com um parcial de 9-2, atingiram o intervalo com as contas mais equilibradas (17-23).

A etapa complementar trouxe um Benfica capaz de manter o adversário à mesma distância pontual, fundamentalmente porque executava melhor em 5x5 meio campo, explorando preferencialmente a opção do bloqueio directo, com as várias leituras possíveis do movimento ofensivo. O FC Porto foi sobrevivendo muito à custa das movimentações individuais dos seus atletas – Marçal foi um bom exemplo – como forma de ultrapassar a forte defesa encarnada, que em momentos interpretava com grande correcção o princípio de ajudar quem ajudou. Foi sem surpresa que a turma da casa vencia à entrada do último período por 13 pontos de vantagem (43-30).

Numa partida de tão baixa pontuação, 13 pontos acabam por tomar uma proporção totalmente diferente, daí Moncho López ter feito regressar a opção defensiva introduzida na parte final do quarto anterior. Numa tentativa de desregular as movimentações atacantes do seu adversário, o técnico espanhol dava ordens para se fazer um 2x1 no portador da bola à passagem da linha de meio-campo. E quando tudo parecia controlado, eis que aconteceu a lesão de Will Frisby, aparentemente com alguma gravidade, que colocou no ar a dúvida como iria ser o encontro a partir desse momento.

Pois na verdade não se alterou muito. Os dois triplos consecutivos (Figueiredo e Mota) dos visitantes, a 3 minutos do termo do encontro, fizeram baixar a diferença pontual para a dezena de pontos (53-43), a mesma que o marcador registava no final dos 40 minutos (63-53).

Já depois do encontro ter terminado, as duas equipas envolveram-se em cenas lamentáveis, o que tornou o final da partida bastante atribulado. A rápida intervenção dos responsáveis de ambos os clubes evitou que a situação tomasse dimensões maiores, acabando por imperar o bom senso entre todos os intervenientes.

Depois de um início de jogo algo comprometedor em termos ofensivos, Heshimu Evans (18 pontos, 8 ressaltos e 2roubos de bola) cotar-se-ia como o MVP da partida. Não fosse a lesão de Will Frisby (10 pontos, 6 ressaltos e 2 assistências), ocorrida a 8.47 minutos do termo do encontro, o norte-americano poderia ter discutido com o seu compatriota a distinção para jogador mais valioso da partida.

O inconformismo e a determinação da dupla interior portista, formada por Greg Stempin (15 pontos e 9 ressaltos) e Julian Terrel (13 pontos, 7 ressaltos e 2 roubos de bola), não bastou para evitar o segundo desaire na eliminatória.


Fonte: fpb.pt

domingo, 30 de maio de 2010

Futsal: Final está a uma Vitória de distância


O Benfica colocou-se em vantagem nas meias-finais do Play-off do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Futsal, ao bater o Belenenses no primeiro jogo, disputado na Luz. Os encarnados venceram por três bolas a uma e estão agora a apenas um triunfo de carimbar a sua presença na final. As duas equipas voltam a encontrar-se, na próxima semana, no Restelo.

Tal como se esperava, o equilíbrio foi a nota dominante da primeira metade. Entrou melhor o Belenenses, que aproveitou o nervosismo inicial do seu adversário para criar duas boas situações de golo, ambas desperdiçadas pelo brasileiro Marcelinho.

A partir daqui, as duas equipas, que esta época encontraram-se pela quinta vez, foram-se encaixando, até que, aos sete minutos, Joel Queirós inaugurou o marcador, na sequência de uma grande jogada de ataque do Benfica, que terminou com um passe fantástico de calcanhar de Davi e finalização irrepreensível do internacional português.

O golo tranquilizou o conjunto encarnado, que passou a controlar as operações e podia ter aumentado a contagem não fosse a falta de pontaria de Joel Queirós e Pedro Costa. A sentir-se por baixo do seu adversário, o Belenenses fez alternar a utilização do guarda-redes avançado com o tradicional 4x4, voltando a equilibrar o jogo.

E foi com alguma justiça que Pedro Cary fez o empate, a dois minutos do intervalo. O número seis dos azuis aproveitou o azar de Bebé, que escorregou, para marcar de pé direito. O mesmo Pedro Cary esteve também em foco pela negativa, ao desperdiçar dois livres de 10 metros.

No último minuto, César Paulo desfez de novo a igualdade, na sequência de um excelente trabalho de Ricardinho, que deixou a bola nos pés do pivot brasileiro, com este a bater Marcão pela segunda vez.

Na segunda metade, os visitantes voltaram a entrar melhor e Sid teve duas clamorosas oportunidades para marcar. Primeiro atirou ao lado de baliza aberta, e depois, acertou no poste esquerdo da baliza de Bebé.

A partir daqui, o Benfica arrancou para uma grande segunda parte, controlando sempre o jogo. Ricardinho, Joel, Marinho, César Paulo e Davi tiveram o terceiro golo nos pés, mas revelaram-se ineficazes na hora da finalização.

A cinco minutos do final, Alípio Matos decidiu apostar em Diego Sol como guarda-redes avançado, mas o Benfica revelou-se sempre muito concentrado nas marcações, acabando por anular por completos as intenções do técnico belenense.

O jogo ficou mesmo sentenciado, a dois minutos do fim, quando Ricardinho combinou bem com Pedro Costa e atirou para a baliza deserta.

Arbitragem personalizada de Pedro Paraty e Vítor Rocha, que apenas erraram ao não assinalarem uma grande penalidade a favor do Benfica, no final da primeira parte, quando Paulinho carregou César Paulo à margem das leis.


Fonte:
Futsal Global

sábado, 29 de maio de 2010

Basquetebol: Benfica entra a vencer na Final


O Benfica venceu o primeiro jogo da série de 7 da final do campeonato da Liga Portuguesa de Basquetebol, ao derrotar, no pavilhão Império Bonança, o FC Porto, por 73-63. O bom desempenho dos encarnados na luta das tabelas, principalmente na ofensiva, bem como a forma mais disciplinada como executaram os movimentos atacantes, isto quando as transições ofensivas rápidas não funcionavam, foram os trunfos dos comandados de Henrique Vieira para ultrapassar a agressividade defensiva imposta pelos portistas e garantirem a vantagem pontual conquistada.

Na primeira parte do jogo inaugural da final do playoff da Liga Portuguesa de Basquetebol foi notório o nervosismo e a ansiedade das duas equipas. O Benfica, ainda sem Sérgio Ramos, que continua a recuperar de um problema no joelho, apresentou-se com o seu cinco habitual, ao passo que Moncho López apostou em Carlos Andrade de inicio, no lugar de Nuno Marçal.

Começaram melhor os portistas que, percebendo que tinham vantagem na posição 4, começaram a explorar a vantagem no jogo interior aproveitando o match up defensivo entre Greg Stempin e João Santos. Foi a altura mais esclarecida dos portistas que, tal como o seu adversário, acumulavam turnovers, mostravam-se pouco esclarecidos no ataque e registavam baixas percentagens de lançamento. A prova disso mesmo era o resultado de 12-8 favorável aos visitantes, que se verificava no final do 1º período.

Para o segundo tempo, Henrique Vieira manteve apostou em dois jogadores interiores mais altos, trocou de Heshimu Evans por Elvis Évora e os encarnados capitalizaram o aumento de peso e centímetros dentro de campo. O trabalho na tabela ofensiva começou a fazer-se sentir, principalmente através de segundos lançamentos fáceis, que fizeram os encarnados aproximarem-se no marcador.

A segunda falta de Elvis, bem como os dois triplos consecutivos dos azuis e brancos, davam a maior vantagem do jogo aos portistas (26-19). Mas a resposta dos comandados de Henrique Vieira foi imediata, culminando com um triplo de João Santos à entrada do último minuto, que deu o empate – 26 pontos – com que se atingiu o intervalo.

Cinco pontos consecutivos de Will Frisby, com apenas 2 minutos jogados na segunda parte, davam a primeira vantagem significativa (33-28) aos encarnados no jogo. A melhoria da eficácia do lançamento, bem como a manutenção da excelente atitude no ressalto ofensivo, proporcionava à equipa da casa o controlo da marcha do marcador.

Os portistas mantinham a mesma atitude defensiva, pressionando sempre o portador da bola, fechando linha de passes, mas repetiam o erro da 1ª parte, ao não bloquearem defensivamente após lançamento. As segundas posses de bola, ou até os segundos lançamentos fáceis, faziam com que os azuis e brancos não conseguissem dar sequência às boas situações ofensivas que criava, fundamentalmente através das penetrações em drible, aspecto no qual os benfiquistas se mostraram permissivos. Quando conseguiu finalmente controlar a luta na sua tabela defensiva, o FC Porto rapidamente se encostou no resultado (41-42), com um triplo de Carlos Andrade, mas deitou tudo a perder na parte final do período ao sofrer um parcial de 9-2, que colocava a formação visitada na frente à entrada do derradeiro período (51-43).

Nos últimos 10 minutos, os encarnados executaram melhor em meio campo, explorando sempre o jogo interior, isto quando, e não foram poucas as vezes, não conseguia vantagens das suas transições ofensivas rápidas. O FC Porto denotou alguns equívocos defensivos, nomeadamente nas trocas defensivas preparadas, com jogadores a confundirem-se, muito por culpa da falha de comunicação entre si. A diferença pontual entre as duas equipas foi aumentando, até que a 3.39 minutos do termo do encontro, uma falta técnica assinalada a Carlos Andrade, após uma falta em acto de lançamento (67-52), era o primeiro sinal da frustração nortenha.

O técnico Moncho López mandou avançar os seus atletas para uma pressão campo todo e com bons resultados. Numa atitude de inconformismo e de espírito de luta, os portistas conseguiram um parcial de 9-0, reduzindo a diferença para 6 pontos (61-67). Na parte final bastou ao conjunto benfiquista controlar a posse de bola e deixar que o tempo jogasse a seu favor (73-63).

O norte-americano Will Frisby (17 pontos, 13 ressaltos, 2 assistências, 2 roubos de bola e 1 desarme de lançamento), apesar de alguns problemas físicos sentidos ao longo do jogo, foi elemento fulcral na vitória encarnada, não só,pelospontos que marcou, mas também pelo papel que desempenhou na luta das tabelas.

O internacional portista Carlos Andrade (12 pontos, 9 ressaltos, 4 roubos de bola, 2 assistências e 2 desarmes de lançamento), foi um dos mais inconformados ao longo de toda a partida.

A Federação Portuguesa de Basquetebol considerou os jogos do Play Off final da Liga Portuguesa de Basquetebol - a disputar entre as equipas do Sport Lisboa e Benfica e do F.C.Porto Ferpinta – jogos de risco elevado.
Calendário de jogos referente ao playoff Final do II Campeonato da LPB:

2ª Jornada - 30/05/2010
Sport Lisboa Benfica - FC Porto Ferpinta - 17:00 - Império Bonança
3ª Jornada - 04/06/2010
FC Porto Ferpinta - Sport Lisboa Benfica - 21:30 - Dragão Caixa
4ª Jornada - 06/06/2010
FC Porto Ferpinta - Sport Lisboa Benfica - 16:00 - Dragão Caixa
5ª Jornada - 09/06/2010
Sport Lisboa Benfica - FC Porto Ferpinta - 21:00 - Império Bonança
6ª Jornada - 13/06/2010
FC Porto Ferpinta - Sport Lisboa Benfica - 17:00 - Dragão Caixa
7ª Jornada - 16/06/2010
Sport Lisboa Benfica - FC Porto Ferpinta - 21:00 - Império Bonança

Agenda Semanal

Futsal:

1/2 Final Playoff, jogo1: Benfica vs Belenenses

28-05 às 16:00 no Pavilhão nº2, Benfica TV e RTP2

Basquetebol:

Final Playoff, Jogo 1: Benfica vs FCP

29-05 às 21:0 no Pavilhão Império Bonança, Benfica TV

Final Playoff, Jogo 2: Benfica vs FCP

30-05 às 17:00 no Pavilhão Império Bonança, Benfica TV

Hóquei em Patins:

25ª Jornada: Oeiras vs Benfica

25-05 às 18:00 em Oeiras

Andebol:

9ª Jornada, 2ª Fase: FCP vs Benfica

30-05 às 17:30 no Dragão Caixa, RTP2

Camadas Jovens - Futebol:

2ª Jornada, 3ª Fase Iniciados A: Benfica vs FCP

30-05 às 11:00 no CFC, Benfica TV

Informações úteis:

Basquetebol
S.L.Benfica – F.C. Porto (Pavilhão Império Bonança)
Liga de Basquetebol / Play - Off / Final 1.ºJogo
Dia 28 de Maio às 21.00h
Vamos abrir as Portas às 20.00h

Futsal
S.L.Benfica – C.F. Belenenses (Pavilhão Império Bonança)
Campeonato Nacional / Play - Off / ½ Final 1ºJogo
Dia 29 de Maio às 16.00h
Vamos abrir as Portas às 15.00h.

Basquetebol
S.L.Benfica – F.C. Porto (Pavilhão Império Bonança)
Liga de Basquetebol / Play - Off / Final 2ºJogo
Dia 30 de Maio às 17.00h
Vamos abrir as Portas às 16.00h

Horários de Abertura de Bilheteiras:
5.ª feira, dia 27 de Maio, das 15.00h às 19.00h, Exclusivamente para Sócios em ambas as Modalidades.

6.ª feira, dia 28 de Maio, para ambos os jogos a partir das 10.00h

Sábado, dia 29 de Maio, a partir das 10.00h

Domingo, dia 30 de Maio, (2.ºJogo Basquetebol), a partir das 10.00h

Tabela de preços do basquetebol:
Sócio de Quota Modalidades: 1,5€
Sócio: 3€
Sócio Criança: 1€
Sócio Menor: 2€
Público: 6€
Público Criança: 3.5€

Tabela de preços do futsal:
Sócio de Quota Modalidades: 1,5€
Sócio: 3€
Sócio Criança: 1€
Sócio Menor: 2€
Público: 10€
Público Criança: 5

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Hoquei em patins-Jogos de fim de semana

Domingo 30 Maio 2010
Campeonato Nacional de Iniciados P2 Zona Sul
S.L.Benfica vs S.Tomar ás 16H30M ( Na Parede)
Encontros Distritais de Bambis 2ª Fase Série C
S.L.Benfica vs U.Vilafranquense ás 14H30M (Na Parede)
Segunda-Feira 31 Maio 2010
Campeonato Nacional de Júniores P2 Zona Sul
S.L.Benfica vs Alenquer e Benfica ás 21H30M

Hóquei em Patins-Campeonato Nacional 1ª Divisão

Sábado 29 Maio 2010
Campeonato Nacional 1ª Divisão
25ªJornada
Oeiras vs S.L.Benfica ás 18H00M

Hoquei-Resultados do fim de semana

Sábado 22 Maio 2010
Taça A.P.L. Infantis Série A
S.L.Benfica "B" 4 vs U.Nafarros 4
Depois dos últimos resultados menos positivos a nossa equipa obteve um resultado positivo. Depois de na 1ª volta o resultado entre estas duas equipas ter sido igualmente muito disputado, tendo no final a sorte sorrido para a equipa sintrense com uma vitória por 4-3, este jogo ficou marcado uma vez mais por muito equilibrio e grande empenho de ambas as equipas na obtenção da vitória. O empate premeia a atitude e a vontade de vencer das duas formações.
Domingo 23 Maio 2010
Campeonato Nacional de Júniores P2 Zona Sul
H.Turquel 6 vs S.L.Benfica 5
Jogo de grande carga emocional não só pela necessidade fulcral de obter uma vitória mas também pelo reencontro de ex-colegas e com o anterior técnico Nelson Lourenço. Um pavilhão de Turquel com muito público nas bancadas e com muito calor dentro do pavilhão. O Benfica entra muito bem no jogo, a controlar perfeitamente no plano defensivo e a conseguir levar o perigo à baliza contrária. A nossa equipa alcança a vantagem aos 11 minutos por Tomás Silva e amplia a mesma aos 13 e 19 minutos por Diogo Alves e novamente Tomás Silva e passa a vencer por 3-0. Aos 21 minutos através de grande-penalidade reduz a diferença e depois houve mais um "apagão" da nossa equipa que não conseguiu gerir a vantagem até ao intervalo e em apenas 4 minutos permitiu o empate.Segundo tempo mais táctico, o Turquel adianta-se no marcador aos 13 minutos por Paulo Passos mas dois minutos depois João Rodrigues reestabelece a igualdade. Só que no mesmo minuto João Silva de livre directo dá nova vantagem ao Turquel e aos 20 minutos, novamente de livre directo o mesmo jogador amplia a diferença. O Benfica responde no mesmo minuto com novo golo de Diogo Alves e até final a pressão encarnada foi intensa na busca do empate, mas infelizmente sem sucesso.A nossa equipa está numa posição muito dificil quanto ao apuramento mas apesar de não depender apenas dos próprios resultados, temos a certeza que até final vão demonstrar a sua fibra de campeões lutando com todo o brio e empenho.Alinharam pelo S.L. Benfica: Pedro Henriques (GR); Tomás Silva (2); Pedro Vaz; João Rodrigues (1); Diogo Alves (Cap)(2); João Beja; Marco Gatinho;Alexandre Silva; Diogo Dias e João Coelho (GR).
Campeonato Nacional de Iniciados P2 Zona Sul
Sporting 0 vs S.L.Benfica 6
Começam a faltar os adjectivos para qualificar a prestação da nossa equipa de Iniciados neste campeonato nacional, que venceu os 13 encontros disputados nas 2 fases da prova. Mesmo com todos os impedimentos que há várias semanas têm impossibilitado a equipa de se apresentar na sua máxima força, o certo é que António Pinto e os seus rapazes têm conseguido superar com brilhantismo todas essas dificuldades. Se a vitória obtida frente ao Sporting é sempre um resultado importante, o facto de ser no pavilhão adversário e pela clareza da mesma, reforçam ainda a excelente prestação da equipa. Um grande abraço de parabéns a todos os que têm redobrado o seu esforço e empenho para que a nossa equipa consiga alcançar o objectivo de classificação para a "Final-Four".
Encontros Distritais de Escolares 2ª Fase Série D
Alenquer e Benfica 10 vs S.L.Benfica 2
Este jogo marcou o final da época da equipa de Escolares. Um temporada com as dificuldades que se conhecem, mas onde as duas equipas realizaram um primeira fase da prova com boas prestações de ambas e bons resultados. Depois do inicio da fase final da prova e com a fusão das duas equipas numa só, frente às melhores equipas a nível distrital, embora com elevado empenho de todos, os resultados dos jogos não foram tão positivos embora a aprendizagem e o ritmo adquirido tenha sido sem dúvida uma mais valia no processo de formação deste jovens.

Texto de João Pedro Vaz
Fonte:www.stickebola.blogspot.com/
Hoquei Juvenil S.L.B

Hóquei em Patins-Campeonato Nacional 1ª Divisão

Sábado 22 Maio 2010
Campeonato Nacional 1ª Divisão
24ªJornada
S.L.Benfica 6 vs Candelária 2
Boa exibição dá vitória sobre Candelária
A equipa de hóquei em patins recebeu e venceu, este sábado, o Candelária por 6-2, em encontro da 24.ª jornada do campeonato nacional. João Rodrigues, Caio e Valter Neves marcaram os tentos “encarnados”.Um nome sobressaiu durante a primeira parte do Benfica-Candelária. Revelando um grande acerto na finalização, o jovem João Rodrigues apontou os três golos “encarnados”nesse período. O atleta começou por marcar aos 10 minutos, ampliando a vantagem quando faltavam três minutos para o fim da primeira parte, altura que o Benfica jogava com mais um jogador devido à exclusão de um jogador do Candelária.Numa jogada rápida de ataque, João Rodrigues fechou as contas nos segundos finais do primeiro tempo.Na segunda parte, o Benfica ampliou o marcador na conversão de um livre directo. Caio converteu o lance aos 12 minutos, voltando a festejar segundos depois em mais uma bela jogada dos “encarnados”.Com uma vantagem de cinco golos no marcador, o Benfica sofreu um tento do Calendária a oito minutos do final. Sérgio Silva marcou de grande penalidade. Num remate de longe, o mesmo jogador reduziu para 5-2. Faltavam seis minutos para o fim.Num grande trabalho individual, o capitão Valter Neves apontou o último tento do Benfica na partida. Os “encarnados” voltaram, assim, às vitórias no nacional da modalidade.

Fonte:site oficial do slbenfica .pt